Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/01/21 às 17h09 - Atualizado em 22/02/21 às 13h58

300 mulheres participam de projeto de capacitação na Candangolândia

COMPARTILHAR

Nessa segunda-feira (18), a Secretaria de Empreendedorismo deu início ao projeto de capacitação e profissionalização das mulheres do DF.

 

 

 

Com o intuito de capacitar e reinserir as mulheres no mercado de trabalho, a Secretaria de Estado de Empreendedorismo do Distrito Federal em parceria com o Instituto EVA – Empoderamento, Valorização e Autoestima, lançou nesta segunda-feira (18) o Projeto “EMPREENDEDORISMO DAS MULHERES DO DISTRITO FEDERAL”, com a oferta de diversos cursos profissionalizantes gratuitos, na área de beleza, em um espaço preparado para isso, no estacionamento da Administração Regional da Candangolândia.

 

A Diretora Presidente do Instituto EVA, Edna Maria Sampaio, destacou a importância dessas ações voltadas ao empreendedorismo feminino, pois é uma forma de dar condições para que cada mulher conquiste a sua autonomia econômica.

Em 04 semanas de atividades práticas e formativas de cursos livres e palestras, o Projeto tem o objetivo de orientar e capacitar as 300 alunas já inscritas nessa primeira edição.

“O objetivo é desenvolver novos paradigmas no mundo do trabalho, promovendo a capacitação, aperfeiçoamento e certificação da força de trabalho e formação de quadros profissionais para servir aos diversos setores da sociedade, bem como, fomentar a formalização de novas microempreendedoras individuais (MEI). Esses cursos, além de profissionalizar a aluna, incentiva sua atitude autônoma e exploratória no mercado de trabalho, capacitando e gerando renda”, afirma o Secretário de Empreendedorismo, Mauro da Mata.

 

Para a aluna Maria Vera Mota Pereira da Silva, os cursos oferecem muito mais que a profissionalização em si, eles vêm como forma de esperança para um futuro melhor. Desempregada a quase um ano, Maria Vera, diz que esse curso fará toda a diferença em sua vida, pois será o ponta pé para a geração da sua fonte de renda familiar.

 

Cada curso possui carga horária de 40 horas e 10 horas de palestras com temas variados. Além dos cursos, o projeto também prevê a prestação de serviços à comunidade por meio de ações práticas dos cursos com a atividade denominada “Vivência Prática”.

 

Vale destacar que com a pandemia, as mulheres foram as mais atingidas com a falta de emprego. No DF, o aumento de mulheres desempregadas foi de 21, 9% para 23,6%. O Projeto veio para incentivar o empreendedorismo feminino e mudar esse cenário atual.

 

“Infelizmente muitas mulheres sofrem humilhações e violência doméstica por simplesmente dependerem financeiramente dos seus parceiros. Capacitá-las e ofertar as condições para que elas empreendam e abram seus próprios negócios, com certeza é o caminho para a autonomia e liberdade, não só financeira, mas a liberdade delas serem o que quiserem”, ressalta o Subsecretário de Fomento ao Empreendedorismo, Danillo Ferreira.

 

O Administrador da Candangolândia, José Luiz Gonzallez Rodriguez, colocou a Administração da cidade a disposição e destacou a importância dessa ação para cada mulher ali presente. “Aproveitem esse aprendizado para que cada uma de vocês possa sair daqui qualificada e capacitada para abrir seu próprio negócio e assim aumentar sua renda familiar. A administração da Candangolândia está de portas abertas para auxiliar e apoiar vocês”, destacou José Rodriguez.

 

Para mais informações sobre novos projetos e cursos voltados ao Empreendedorismo Feminino, acompanhe nossas redes sociais @empreender_df ou pelo telefone 2141-5556.